Arquivo da tag: presentes corporativos

Escultura parto adequado

Sexta-feira, 16 de setembro, fim de tarde em São Paulo. Época de dias quentes e tardes frias. Ao meio dia, desejamos que chegue logo o verão. Às tardes frias, dizemos ‘ainda é  inverno’.  Nestes dias sem estação, frios e quentes do outono tropical, São Paulo se enche de flores e frutos. Nossas mesas de desenho estão repletas de rabiscos, e os fornos à todo vapor. Nesta época onde antecipa-se o final do ano, todos já pensam em comemorar, e nossa agenda se enche de pedidos de premiações, troféus e presentes para o final de ano. Dá até para imaginar que no outono das grandes capitais trabalhadoras do mundo nos sentimos realmente como na fábrica de presentes do papai noel, e no espaço zero não é diferente.

Além de diversos troféus e premiações, estes dias chegou para nós um pedido um tanto quanto pré-natalino: a escultura parto adequado, em homenagem às mães que vêm se empoderando e escolhendo como, onde e quando dar à luz aos seus bebês, e também aos médicos que tornam tudo isso possível. A escultura é um presente à classe médica, deve simbolizar a gestação, a vida nova, a transformação. Traduzimos este importante acontecimento – o nascimento – numa imagem delicada, as curvas de uma mulher grávida, momento de vitalidade para toda mulher.

images-gravida-01

As linhas foram desenhadas em papel, já pensano no processo de moldagem em vidro. Duas gotas de vidro se juntam, e neste momento de intersecção formam a figura do ventre materno. Um “Merapi” – colorido e orgânico – dentro da gota representa o feto.

Dos rabiscos de papel, o desenho técnico de apresentação, uma ilustração gráfica e a ideia foi aprovada. Agora é hora de mãos à obra.

Diversas esculturas são moldeladas, buscando atingir a forma satisfatória. Queremos atingir o ponto médio entre a abstração e o figurativo. Para quem vê a figura, a mulher e seu feto. Para quem vê as somente formas, vida em transformação. A proposta é tecnicamente difícil de executar e, finalmente, na terceira tentativa conseguimos chegar ao resultado que gostaríamos. A escultura está pronta.

einstein-partoadequado3Depois deste árduo trabalho, foram diversas tentativas, chegamos à conclusão, modelar esta escultura foi um parto! Todo este processo inspirou-nos a elaborar um poema especialmente sobre a experiência da gravidez, exclusividade das mulheres, e sua relação com o trabalho em vidro.

experiencing-pregnancy

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em CORPORATIVO, CULTURAL, NOTÍCIAS

A vinheta de “ Babilônia” – a novela da 9 da rede globo

Participar da gravação da vinheta da nova novela da rede Globo – Babilônia – que já está no ar foi emoção do começo ao fim.

Fazer um coração humano foi o primeiro desafio. Tinha que ser real, inspirado na forma cientifica do coração, com veias, artérias, átrios e tudo o que faz pulsar e dar a esta frágil carcacinha que somos nós. Fizemos um, dois e no terceiro fiquei satisfeita. A produção adorou!

O segundo desafio foi faze-lo ao vivo. A Carreta do projeto Vidro ao Vivo foi ao estúdio para refazer o coração à luz das câmeras. E quando tudo começou vimos que as luzes eram o de menos.

As câmeras, em todo seu rodo móvel aparato tecnológico e humano “entrou” literalmente dentro da carreta. Havia 10 pessoas – além de nós 3 – eu, Marcio e Jhon, com o vidro incandescente na ponta da cana em pouco menos de 10m2. O forno ficava aberto muito tempo para captar “aquela” imagem, o fio correu sobre o vidro dezenas de vezes e o calor forno a 1300º e holofotes de x mil watts (vários…) redobravam o calor natural da adrenalina que é fazer vidro.

Nos bastidores da gravação pelo olhar do fotografo Rodrigo Rosenthal

A arte não está aqui ou ali, mas um pouco atrás do olhar – ou da câmera, em se tratando de fotografia – em algum lugar do cérebro onde RGBs ou CMYKs se misturam para a criar algum outro significado. Um novo significado. Depois ela vira alguma coisa: foto, quadro, musica…. E passa a ser algo que todos podem ver.

E eu perdi a foto!

Durante a gravação das outras vinhetas – o coração de aço e de pedra – evitamos mexer no vidro por conta da faísca provocada pela esmerilhadora. Quando terminaram, nos avisaram e começamos a aquecer o forno de caldear, as canas, e preparar os materiais. Haviam mais de 20 pessoas no estúdio. O espaço era grande e ficamos numa parte mais ao fundo, separados dos demais

Quando o Marcio já tinha uma boa porção de vidro na ponta da cana e começava o soprar o coração, chamei o pessoal para vir dar uma olhada. Vieram todos os 20 e ergueram-se câmaras de todos os tipos – de celulares cotidianos às robustas teleobjetivas, todos captavam a estrela da cena: o vidro incandescente. Peguei meu celular para fotografar mas já não tinha mais bateria.

Ao ver meu desapontamento, um dos fotógrafos profissionais me consolou: estamos fotografando tudo, disse. – Mas eu queria fotografar vocês, respondi…Nunca vi tantas câmeras voltadas pra nós! Ficou salvo na (minha) memoria.

As fotos abaixo sao do fotografo e amigo Rodrigo Rosenthal.

 

coração de cristal

elvira schuartz babilonia

Elvira_schuartzcoração de cristal novela globo babilonia 05 Elvira_Maxion_13 Elvira_Maxion_10 Elvira schuartz coração de cristal novela globo babilonia 6 Elvira schuartz coração de cristal novela globo babilonia 5 Elvira schuartz coração de cristal novela globo babilonia 4 Elvira schuartz coração de cristal novela globo babilonia 3 coração de cristal novela globo babilonia 1 coração de cristal  elvira schuartz novela globo babilonia3 coração de cristal  elvira schuartz novela globo babilonia 2

Deixe um comentário

Arquivado em CULTURAL, IMPRENSA, NOTÍCIAS, VITRINE