Um olhar fotográfico através dos vidros

O atelier de arte em vidro Espaço Zero recebeu a visita da escola Waldorf Acalanto – de Holambra. Os alunos, como sempre, se encantaram, divertiram-se e aprenderam sobre o fazer do vidro artesanal. Pai de um dos alunos, Luciano também se encantou, e divertiu-se fotografando a oficina e as obras do atelier. As fotos podem ser conferidas no link aqui

As fotos ficaram simplesmente estupendas, obrigada Luciano! Acostumados ao dia a dia com as obras do vidro, com atendimento às oficinas, de certa forma estas fotos mexeram com a gente. Será que quando vemos o mundo através de lentes de vidro vemos um mundo diferente? Reparamos o que normalmente passa despercebido. Ser artista é, antes de tudo, saber olhar para o mundo como ele é, sempre belo!

“Nas escolas Waldorf, é nessa etapa que as crianças aprendem como o homem que trabalha, usa suas mãos para transformar, é capaz de produzir algo útil para si e para os outros.  É claro que as crianças ficaram fascinadas e aprenderam um bocado nesse dia. Elas viram. Tocaram. Descobriram. E elas sentiram. Na pele e no coração.

E não é que somos como o vidro?  No início somos uma criança líquida e quente como vidro fundido. Requeremos trabalho, muita atenção e não há garantias. Mas há sempre muita beleza e esperança. Em algum momento o ser humano começa a esfriar. Assume que tem uma forma definitiva e se torna quebradiço.”

 

Deixe um comentário

Arquivado em CULTURAL, CURSO, OFICINA, SOBRE O VIDRO...

Troféu Ubrabio

Este slideshow necessita de JavaScript.

A gota da transparência.

Em maio deste ano, em Brasília, a Ubrabio, União Brasileira de Biodíesel e Bioquerosene, celebrou 10 anos em seminário que contou com personalidades importantes do setor, como o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho e do secretário de Mudanças Climáticas do MMA, Everton Lucero.

Biodiesel e Bioquerosene: sustentabilidade econômica e ambiental

A organização, que representa toda a cadeia produtiva dos biocombustíveis no Brasil, “contribui diretamente para a substituição gradual dos combustíveis fósseis na Matriz Energética Brasileira; incentivando a agricultura familiar e agregando valor às matérias-primas produzidas no país”

Na celebração de seus dez anos, escolheu três personalidades de destaque no setor para premiar com este imponente troféu gota de cristal. Mais uma vez o vidro se mostra o material escolhido para uma premiação.

Porque o vidro?

Raridade. O vidro é um material abundante porém invisível – quase não percebemos o vidro nas janelas, telas e lentes. Já nos utensílios, assume sempre as mesmas formas. Podemos concluir que o vidro, na verdade, torna-se um material raro quando estamos falando de suas inusitadas formas escultóricas.

Encantamento. A escultura em vidro capta nosso olhar, suas propriedades encantam o expectador. Visualmente leve, materialmente pesado, este aspecto intrigante nos convida ao exame.

Metáfora. O vidro é um material poético que permite inúmeras figuras de linguagem. Neste caso, a viscosidade do óleo é generosamente traduzida na maleabilidade do vidro fundido que, sob o controle do artesão, transforma-se em uma gota congelada, momento estático de um material líquido, o biocombustível.

Assim como o vidro, o combustível é invisível, está escondido dentro dos tanques, motores. Substância vital, como o sangue, que age invisivelmente em nosso cotidiano. O troféu expõe este líquido, é o agradecimento aos recursos da natureza que o homem aprendeu a manipular, onde apenas fazendo uso consciente – isto é transparente – podemos ter sucesso.

O troféu torna-se o símbolo da transparência, do uso equilibrado e consciente dos recursos naturais, da honestidade de uma corporação e suas personalidades responsáveis.

Assim, o vidro escreve que o homem é capaz de sustentar o insustentável.

Deixe um comentário

Arquivado em CORPORATIVO, NOTÍCIAS, troféu, VITRINE

Restauração de vidro: frascos de vidro especiais

Uma homenagem aos objetos únicos, preciosos, que não deveriam quebrar nunca. Caso acidentalmente danificados, não lamente, use a situação como pretexto para ancorar-se na realidade, abandonar a mente de distração e alcançar a mente alerta,  consciente, na busca de que nada mais se quebre, que tudo seja íntegro, dentro e fora de nós.

IMG_1695

Perfume Armani comemorativo 75 anos

Em homenagem a estes incidentes, acidentes, sustos, desesperos, escrevemos este post. Não se desespere, o Espaço Zero está aqui. Somente mãos habilidosas e responsáveis podem restaurar objetos de tamanho valor.

São somente mais 74 exemplares deste perfume Armani, feitos em comemoração aos 75 anos da grife. Produção em tiragem limitada, um objeto projetado para ser obra de arte, assim como pinturas ou gravuras. O valor está explícito na exclusividade, são poucos os que têm o privilégio de apreciar determinadas obras.

Deixe um comentário

Arquivado em Restauração de vidros, SOBRE O VIDRO..., SOPRO / CANA, troféu, VITRINE

Obras de arte de Elvira Schuartz expostas na galeria on-line SaatchiArt de Londres.

Esculturas da série Degelo, de 1Elvira Schuartz, serão expostas no site de arte on-line SaatchiArt. A primeira delas é esta degelo vermelho. Esta foto foi tirada em nosso ateliê, segundo as recomendações do site. Mais fotos, desta peça e de outras, serão acrescentadas em breve. Veja a entrada da obra no site no link abaixo

http://goo.gl/T4mv0f

“A série de esculturas ‘Degelo’ vão de encontro com a maestria da ténica de sopro em vidro no estúdio de Elvira Schuartz, o Espaço Zero. Elvira apresenta para nós esta série Degelo após 25 anos de ensino da arte do vidro, criação de esculuras e realização de projetos especiais de vidro artesanal. Elvira é a pioneira da arte em vidro soprado na américa do sul e ocupa uma cadeira no Conselho Internacional de Museus, categoria vidro (Icom-Glass).”

Curta nossa página no facebook e visite nossa loja virtual.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Artista residente do Espaço Zero tem suas peças exibidas na Galeria 13, em Milão

WhatsApp Image 2017-03-22 at 11.58.52B

Chris Bodini, artista plástica e designer, vêm desenvolvendo puxadores de cristal lindos e exclusivos, aqui no ateliê de Elvira Schuartz, o Espaço Zero. Estas peças estão sendo produzidas para, e em parceria com, Alexander Lamont, designer britânico com uma maravilhosa pesquisa de objetos, cujas formas buscam o ponto de encontro entre oriente e ocidente, com foco no trabalho artesanal e detalhes das superfícies. Os puxadores da Chris facinaram Alexander. Estas peças, produzidas artesanalmente e em quantidade reduzida, serão exportadas para América do Norte,  Europa e Ásia, complementando os móveis projetados por ele. Os puxadores são de puro cristal, variam sutilmente em seu tamanho e forma, com detalhes como bolhas . O móvel com os puxadores lançado no início de abril na Galeria 13, em Milão.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Gostamos de vidro, fazemos arte

Gostamos de vidro, fazemos arte. Esculturas e vasos, assinados por Elvira Shcuartz, reconhecidos nacional e internacionalmente,  o público do Espaço Zero já conhece. Para lá dos objetos de escultura e design, há também projetos artísticos conceituais, pouco conhecidos de nosso público.

Uma das mais novas empreitadas de Elvira Schuartz, através do Espaço Zero, é a arte conceitual, aquele tipo de arte que geralmente está dentro dos museus, e não é vista enquanto não é exposta. Estes projetos circulam entre os curadores, museólogos, artistas e galeristas. Um grande trabalho, que iniciamos há pouco tempo.

No Espaço Zero temos projetos de arte que, a princípio, não estão em exposição. Logo ninguém, além de nós, os curadores, museólogos, artistas e galeristas, sabe que nos dedicamos a esta atividade.

No entanto, somos além de atelier, uma galeria de arte, aberta ao público, que atende sob hora marcada. Teremos o prazer de mostrar partes destas reflexões em nosso show-room e canais de comunicação.

Decidimos trazer a público este trabalho e compartilhar algumas imagens. São diversos projetos, no momento selecionamos três, que foram recentemente trabalhados.

Para Sempre Jardim (Forever Garden)

Uma obra feita a partir de 1000 garrafas de cerveja recicladas, aquecidas e sopradas novamente como uma escultura que remete a uma folha de grama. Cada uma destas esculturas é plantada na terra traduzindo um gramado. “Cristalizado em sua eternidade, este Jardim é a versão poética do legado dramático que preparamos para os nossos herdeiros.”

Forever-Garden

Mentes Briliantes (Brilliant Minds)

Instalação, Brilliant Minds é uma das mesas da coleção “Table, At”. Depois do chão, surgiu a mesa. Nela, nós comemos, planejamos, negociamos. Planejamos nossas vidas, casamentos, divórcios. Nós celebramos, pensamos. A mesa reflete nosso estilo de vida, posição social e tempo. É nosso perfil cultural. Pensar sobre mesas é pensar sobre nós mesmos, sobre nossa época. Brilliant Minds significa conversa, diálogo, compreensão.

brilliant-minds

Polvo

Tentação: a palavra mágica do século 21. A ela sucumbimos sem perceber. Não por ser uma novidade, mas por estar cada vez mais perto. O teatro, os livros, as orquestras sugeriam vontades. O rádio, a TV, o cinema, explicitaram tentações. As mídias sociais, internet trouxeram vontades e tentações para a ponta de nossos dedos.

A cada toque do indicador num “gorila glass”* centenas de tentáculos afloram para nos abraçar e sufocar. Sem nos darmos conta,  vamos dormir com as vontades no bolso do pijama.

O tentáculo de um polvo é o tributo à sedução em um mundo liquido.

*gorilla glass” é uma marca de vidro ultra fino e ultra resistente fabricado pela Corning Inc, utilizado atualmente em 4,5 bilhões de aparelhos do tipo tablete e celulares

O Polvo está exposto e à venda no nosso show-room. Venha nos fazer uma visita!

Octopus

Deixe um comentário

Arquivado em ARTISTAS DO VIDRO, Equipe Espaço Zero, NOTÍCIAS

Vocês restauram Tampo de Mesa?

img_0800b

Ao menos uma vez por semana recebemos uma solicitação de restauro de tampo de mesa de vidro que lascou ou quebrou durante a reforma. O restauro as vezes é possível mas nem sempre vale a pena pois é um serviço complicado de ser feito no local.

A única restauração que fica perfeita visualmente é o desbaste. No entanto perde-se uma parte do vidro.

No caso de riscos, não há o que fazer.

O ideal é prevenir para que o vidro não quebre! Como fazer?

As partes mais delicadas de uma peça de vidro grosso (tipo tampo de mesa) são as quinas. Se bater em concreto, cerâmica, porcelanato, mármore ou qualquer piso “duro”, vai quebrar! Madeira ou carpete são mais macios, mas ainda assim vale encapar.

A melhor maneira de encapar os cantos do vidro é usar “cantoneiras de papelão” no caso de vidro quadrado. Em seguida, passar várias camadas de plástico PVC (tipo Magipack), ou plástico bolha na peça toda para prevenir riscos.

No caso de vidro redondo, use cantoneiras de espuma ou lençol de espuma para envolver a peça toda.

Na maioria dos casos recomendamos fazer um tampo novo e aproveitar a peça quebrada para fazer pequenas peças como mesas lateais ou de centro.

Deixe um comentário

Arquivado em Restauração de vidros, Tampos de mesa de vidro